*Você vê coisas e diz: Por quê? Mas eu, sonho coisas que nunca existiram e digo: Por que não?*

George Bernard Shaw

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Aviso

Se me quiseres amar,
terá de ser agora: depois
estarei cansada.
Minha vida foi feita de parceria com a morte:
pertenço um pouco a cada uma,
pra mim sobrou quase nada.

Ponho a máscara do dia,
um rosto cômodo e simples,
e assim garanto a minha sobrevida.

Se me quiseres amar,
terá de ser hoje:
amanhã estarei mudada.

Lya Luft

2 comentários:

  1. Eu também, Daniela, tenho pressa: o futuro não nos pertence. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu também, Daniela, tenho pressa: o futuro não nos pertence. Beijos

    ResponderExcluir

pensar com liberdade...faz toda diferença!